Vida à dois pós-maternidade

Participei recentemente de uma live com a Aline Pedrazzi, do perfil no Instagram Mãe Estar, sobre a relação do casal após a chegada dos filhos.

A Aline fez uma pesquisa com 193 seguidoras do seu canal e 83% delas disseram que a relação a dois mudou bastante com a chegada dos pequenos. E, em sua maioria, para pior.

É natural que a maternidade, mesmo super desejada, provoque alterações na rotina do casal. Descrevo três aspectos fundamentais para manter a harmonia do casal após a chegada dos filhos:

  • a rotina de casa;
  • a vida a dois;
  • e a individualidade do casal;

Antes de tudo, devemos nos observar e nos perguntar: O que mudou que me incomoda hoje? O que eu posso fazer para manter a minha relação saudável com meu parceiro ou para resgatá-la? No que estamos falhando? Quais hábitos prazerosos deixamos pra trás?

Se você acredita, por exemplo, que a rotina pesou mais para você, seja assertiva e converse com o parceiro com calma. No entanto, evite dizer coisas como “você nunca faz nada” ou “só eu que cuido da casa”. Isso não resolverá a sua situação. Muito pelo contrário… Tente resolver com diálogo seus problemas do presente. E não traga para a discussão erros ou brigas do passado.

Peça diretamente o que você quer e não exija que ele faça as coisas do seu jeito. As pessoas são diferentes.

O segundo aspecto diz respeito à relação a dois: Vocês não marcavam programas de casal antes da chegada dos filhos? Então… Não deixe que o tempo cada vez mais escasso afaste você do seu companheiro.  

Adote uma agenda semanal para um jantar seguido por uma boa noite de sexo ou para outras coisas que quiserem fazer a dois, olho no olho, só vocês. E não precisa nem ser fora de casa!

Agora, vamos falar sobre o terceiro aspecto: a individualidade. Planeje um tempo para você. O fato de você ter se tornado mãe, não te anula como mulher. Então, reserve momentos do dia para um autocuidado. Marque também encontros com as amigas para colocar o papo em dia e se divertir.

Concorda comigo que isso é importante?     

Por fim, se tudo se tornar pesado e doloroso demais, conte com a sua rede de apoio. Aquelas pessoas que podem te ajudar com a rotina dos filhos ou com um conselho que traga um conforto afetivo.

Você não está sozinha.

Se cuide.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s